Pular direto para o conteúdo principal.

Pular para o menu superior.

Pular para caixa de busca.

Pular para o menu esquerdo.

Pular para o menu direito.

Ferramentas Pessoais
Acessar
Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Imprensa Notícias Direitos do Cidadão MPF reitera pedido de proibição de jogo de RPG

MPF reitera pedido de proibição de jogo de RPG

21/06/2005




O Ministério Público Federal ajuizou hoje, perante a 5ª Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte, novo pedido de proibição do jogo de RPG denominado "Vampiro-A Máscara".

O requerimento foi motivado pela ocorrência de mais um homicídio ligado ao jogo, a morte de uma família mineira na cidade de Guarapari/ES.

Em novembro de 2001, o MPF já havia pedido a proibição do "Vampiro-A Máscara" e de outros dois jogos de RPG. Mas o juiz, em liminar, indeferiu o pedido de proibição, alegando que até então não havia evidência concreta de que tais jogos seriam nocivos para a formação da personalidade de crianças e adolescentes.

Diante dos recentes acontecimentos, o procurador da República Fernando de Almeida Martins decidiu reiterar o pedido de proibição.

Segundo ele, os elementos colhidos pela Polícia durante o inquérito policial indicam, de forma inequívoca, a considerável influência da prática do jogo "Vampiro - A Máscara" no cometimento dos homicídios.

"Basta observar que os acusados, após cometerem as infrações penais, absolutamente tomados pelo RPG, como se nada tivesse acontecido, continuaram jogando até que houvesse um único vencedor", observa o procurador, ressaltando que, se o jogo foi capaz de influenciar três pessoas adultas, "tal potencialidade ganha dimensões bem maiores diante de pessoas em formação, isto é, diante de crianças e adolescentes".

O MPF pede que a Justiça proíba a distribuição de quaisquer livros, encartes, revistas, CD Rom's ou fitas de videogame do jogo "Vampiro - A Máscara", promovendo a retirada do mercado dos exemplares já existentes.


Ascom-MPF/MG




Procuradoria da República em Minas Gerais
Av. Brasil, 1877 - Bairro Funcionários - CEP 30140-007 - Belo Horizonte/MG - Tel: (31) 2123-9000
Horário de Atendimento ao Cidadão: 2ª a 6ª feira, de 12 às 18 horas